Minha lista de blogs

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

O Olho Grande e a Volta do Vinil


Feriado aqui na terra da garôa (ou seria terra da secura?), fomos conhecer o "Casarão do Vinil", que pertence a mesma pessoa ou pessoas do Feirão de 1.000.000 de discos, que está fechado.

Minha intenção e esperança, era encontrar alguns bons discos, por preços justos. Mas o que vimos me desagradou profundamente.

Lá, ao contrario do "Feirão" onde todos os discos eram vendidos a 5,00, os valores variam de 9,90 a 29,90. Até aí sem novidades, desde que fosse oferecido algo diferente em relação ao que era vendido por módicos 5 reais.

E aí vem o olho grande pra ganhar dinheiro:

1- Os discos da promoção, que custam 9,90 ficam numa área externa. Sim... Externa. A única proteção do sol e do calor, é uma cobertura improvisada sobre os lugares que estão colocados os LPs

2- Não bastasse isso, assim como não havia no Feirão, lá também não há qualquer ordem ou 
separação mesmo na área interna. Por mais que algumas divisórias mostrem letras, ou denominações como"cantores internacionais", tudo está em todos os lugares.

3- Vimos vários, mas vários discos que pagamos 5,00 semanas ou meses atrás e que agora são vendidos por 29,90. E comprei muitos mesmo em estado de novos nessa época.

4- Com exceção de estarem num local mais limpo e de terem recebido plásticos externos novos, o que por sinal já havia sido feito numa parte do feirão, não ha qualquer diferença nos títulos oferecidos e vi muitos que inclusive eram do setor de "brindes" do feirão.

Ou seja... A "volta do vinil" está fomentando um mercado até então adormecido e crescendo o olho de muitos. E um local que apesar de certa precariedade era legal pela quantidade e pelo valor cobrado, PARA MIM pelo menos, perdeu muito do sentido.

E ao contrário do que fazíamos no Feirão, hoje voltei pra casa sem discos "novos".

Deixa pra próxima...


Ps.: Em breve texto completo sobre essa "volta", com várias dicas do mundo analógico.
_____________________________________________________________________


WILTON B JUNIOR é casado com Tatiana e pai de Carolina e do cão Floyd.
Divide seu tempo livre entre a família, seus discos de vinil e seu violão.
Escrever é apenas um de seus hobbies. Mas junto com a música, sem dúvida essa é uma das maneiras mais sinceras de dividir com o mundo, o mundo que o habita.

2 comentários:

  1. È uma pena saber que esse lugar antes tão bacana tornou-se mais um ganha pão para os grandes olhos da ganância....mas será??? Já não fizemos o mesmo em momentos difíceis? Visto de fora realmente parece que o crescimento da procura por vinis tenha feito com que eles fomentassem mais lucro, mas nunca saberemos o real motivo da mudança repentina....todos tem contas a pagar, aluguel e afins. Entendo seu ponto de vista, mas talvez seja muito cedo pra julgar. Apenas minha opinião....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um ponto de vista.
      Mas só o fato do proprietário ter alugado outro imóvel, maior e mais "limpo", já nos faz subentender que com o grande volume de vendas dos discos de 5,00 reais, conseguiu receita para ampliar o negócio.
      De qualquer forma, minha maior crítica é comprar mais do mesmo, pagando pra isso, 6 vezes mais do que pagávamos ha pouquíssimo tempo.
      Dito isso, pra mim deixou de fazer sentido.

      Excluir